Ir para o conteúdo

Cadastro de Tipos de Notas Fiscais de Entrada (FREC0101)

Conhecer o Programa

Este programa possibilita cadastrar os indicadores das operações que o sistema deverá efetuar sobre os módulos Fiscal, Financeiro, Contábil e Estoque. Deverão ser cadastrados todos os tipos de nota que poderão entrar na empresa e o tipo de NFE deverá ser informado no momento do lançamento da nota de entrada.

Campo a Campo

Campo a Campo

Ativo

Checkbox. Indica que o tipo de NFE está ativo.

Inativo

Checkbox. Indica que o tipo de NFE não está ativo.

Nat. Oper.

Selecionar a natureza da operação correspondente ao tipo de nota a ser cadastrada no programa Cadastro de Operações (FPDV0101).

Grupo IPI

Selecionar o grupo de IPI a qual o tipo de nota fiscal pertence.

Tipo Mov. Est.

Selecionar o tipo de movimento de estoque associado ao tipo de Nota Fiscal.

Tipo NF

É aconselhável identificar na descrição as características do tipo de nota fiscal.

Indica o tipo de operação que é realizada na inclusão da nota fiscal de entrada.

Os Tipos de Nota Disponíveis São:

  • Assistência Técnica: Refere-se ao recebimento de itens para prestação de uma assistência técnica.

  • Compra: Refere-se à compra dos produtos da empresa.

  • Compra Entrega Futura: Refere-se à compra de produtos como entrega futura.

  • Conhecimento de Frete: Refere-se à notas de transporte/frete.

  • Dação: Refere-se à compra como dação.

  • Devolução: Refere-se às notas de devolução de mercadorias.

  • Entrada para Beneficiamento: ​Refere-se ao recebimento de itens de terceiros para realizar um beneficiamento.

  • Retorno de Armazenagem: ​​Refere-se ao retorno de mercadorias que foram enviadas para armazenagem em depósitos de terceiros.​

  • Retorno de Beneficiamento: ​​Refere-se ao retorno de mercadorias de terceiros que foram executadas operações do processo produtivo fora da empresa. Quando utilizada a opção "Ret. Beneficiamento" é necessário informar a nota fiscal de saída a qual enviou a mercadoria para terceirização. Neste caso é cobrado pelo serviço de terceirização.

  • Retorno de Conserto: ​​​​​Refere-se ao retorno de mercadorias que foram enviadas para conserto em terceiros.

  • Outros: ​Refere-se aos outros tipos de nota que não se enquadram nos tipos descritos.

  • Prestação de Serviços: ​​Refere-se à cobrança dos serviços executados por terceiros.

  • Prestação de Serviços - Beneficiamento: ​​​Refere-se à cobrança de um Beneficiamento, quando os serviços foram executados por terceiros. Quando utilizada a opção "Prestação de Serviços - Beneficiamento" é necessário informar o pedido de compra de serviço.

  • Remessa Entrega Futura: Refere-se ao envio da mercadoria para entrega futura.

  • Transferência: Refere-se à transferência de mercadoria entre as empresas do grupo.

Dica

Para serviços de terceiros devem ser utilizadas "Ret. Beneficiamento" e "Prest. de Serviços - Beneficiamento".

Estoque

Estoque

Selecionar o tratamento que deve ser dado ao estoque para os itens da nota fiscal de entrada.

As Opções de Tratamento são:

Atualiza

Na inclusão da nota fiscal de entrada é gerado um movimento de entrada no estoque da quantidade informada na linha do item da nota fiscal respeitando os fatores de conversão de unidade de medidas, caso existam.

Caso seja informado um pedido de compra de serviço que possua vinculado a ele uma ordem de compra de serviço (OCS) a prioridade para gerar o movimento de estoque é da entrega planejada da ordem de fabricação. Caso o parâmetro 7, dos Parâmetros da Manufatura, esteja respondido para não entregar automaticamente a ordem de fabricação no apontamento da última operação do roteiro e a OCS que está sendo atendida pela nota de entrada seja referente a última operação do roteiro de fabricação, não é gerado movimento de estoque pela nota de entrada.

Se o item for industrial:

a) Realiza o movimento de entrada do item no almoxarifado indicado na nota, com o tipo de movimento que está informado no tipo de nota.

Se o item for comercial:

a) Realiza o movimento de entrada dos itens filhos no almoxarifado indicado na nota, com o tipo de movimento que está informado no tipo de nota.

Não Atualiza

Na inclusão da nota fiscal de entrada não é gerado movimento de entrada no estoque.

Caso seja informado um pedido de compra de serviço que possua vinculado a ele uma ordem de compra de serviço (OCS) a prioridade para gerar o movimento de estoque é da entrega planejada da ordem de fabricação. Caso o parâmetro 7, dos Parâmetros da Manufatura, esteja respondido para não entregar automaticamente a ordem de fabricação no apontamento da última operação do roteiro e a OCS que está sendo atendida pela nota de entrada seja referente à última operação do roteiro de fabricação, não é gerado movimento de estoque pela nota de entrada.

Transf. Externa

Ao selecionar esta opção, o campo de “Atualiza Custo Médio” será desmarcado e bloqueado, pois o custo do estoque no almox. interno deve ser, obrigatoriamente, o mesmo custo do estoque no almox. externo.

Se o item for industrial:

a) Gera um movimento de SAÍDA deste item do almoxarifado de terceiros (almox. do fornecedor), com o tipo de movimento que está informado no parâmetro "48 - Tipo De Movimento De Estoque Para Transferência Externa", dos Parâmetros de Notas Fiscais de Entrada.

b) Gera um movimento de ENTRADA deste item no almoxarifado indicado na nota, com o tipo de movimento que está informado no tipo de nota.

Se o item for comercial e o parâmetro 107 das Notas Fiscais de Saída (FUTL0125 NFS NFS) estiver respondido como NÃO:

a) Gera um movimento de SAÍDA dos itens filhos do almoxarifado de terceiros (almox. do fornecedor), com o tipo de movimento TRA.

b) Gera um movimento de ENTRADA dos itens filhos no almoxarifado indicado na nota, com o tipo de movimento TRA.

Se o item for comercial e o parâmetro 107 das Notas Fiscais de Saída (FUTL0125 NFS NFS) estiver respondido como SIM:

a) Gera um movimento de SAÍDA do item pai (comercial) do almoxarifado externo em terceiros (almox. do fornecedor), com o tipo de movimento conforme parâmetro 48 das Notas Fiscais de Entrada (FUTL0125 NFE NFE).

b) Gera um movimento de ENTRADA do item pai (comercial) no almoxarifado indicado na nota, com o tipo de movimento conforme TIPO MOV. EST., ou seja, a sigla de movimentação do estoque informado no Tipo de Nota de Entrada (FREC0101).

Transf. Filhos

Na inclusão da nota fiscal de entrada:

a) Gera um movimento de SAÍDA dos itens filhos, do almoxarifado de terceiros (almox.do fornecedor), com o tipo de movimento REQ.

b) Gera um movimento de ENTRADA do item da nota no almoxarifado indicado na nota, com o tipo de movimento que está informado no tipo de nota.

Esta opção NÃO é aplicada para Serviços de Terceiros quando a nota fiscal de entrada atende um pedido de compra de serviço que possua vinculado ao mesmo uma ordem de compra de serviço em que a requisição das demandas é realizada pelo processo de baixa automática (Cadastro de Itens (FITE0200) - Pasta Estoque) e possua apontamento por operação (Cadastro de Itens (FITE0200) - Pasta Planejamento).

Movimenta Filhos

Aplicado em serviços de terceiros nos casos em que os itens filhos do item informado na linha do item da nota fiscal de entrada estão armazenados no almoxarifado do fornecedor (Externo) e devem ser transferidos para o almoxarifado padrão interno para posterior requisição contra a ordem de fabricação vinculada a ordem de compra de serviço associada ao pedido de compra de serviço informado na nota de entrada. Ao incluir a nota fiscal de entrada são gerados três movimentos de estoque dos itens filhos conforme segue:

1) Movimento de saída, dos itens filhos, do almoxarifado do fornecedor (externo) com espécie TRA.

2) Movimento de entrada, dos itens filhos, no almoxarifado padrão (interno) com espécie TRA.

3) Movimento de saída espécie REP para a ordem de fabricação em questão.

Para que os movimentos de estoque sejam efetuados, obrigatoriamente, o Consumo da operação de terceiros deve estar informado no roteiro/operação da ordem de fabricação.

Observação

Quando o tipo de estrutura do item informado na linha da nota fiscal de entrada for do tipo C - Comercia (Cadastro de Itens (FITE0200) - Pasta Engenharia) os movimentos de transferência são realizados para os itens filhos do tipo I - Industrial e não Fantasma.

Tipo ICMS

Selecionar como é feita a tributação do ICMS nas Notas Fiscais de Entrada.

Tipo IPI

Selecionar como é feita a tributação do IPI nas Notas Fiscais de Entrada. Quando for informada uma Natureza de Operação (CFOP) de utilização Uso e Consumo, este campo deve estar selecionado como "Tributado NF", caso não esteja ao salvar as informações será exibida a seguinte mensagem: "Foi informada uma Nat. Oper. de Uso e Consumo, porém o IPI não está marcado para Tributar na NF. Deseja continuar assim mesmo?". As opções são: "Sim" permitir salvar o tipo de nota e "Não" possibilita alterar o campo Tipo IPI.

Tipo ICMS ST

Selecionar se o Tipo de ICMS ST nos livros fiscais será tributado, isento ou outras opções. Este indicador será considerado em todos os livros fiscais.

Tp. ICMS Red.

Selecionar como deve ser considerada a diferença de ICMS nos casos de redução de base de cálculo.

Este campo também tem a utilidade de comtemplar valores referente a despesas em gerais na importação de Conhecimento de Transporte. Possíveis respostas: ISENTO ou OUTROS.

Cons. Saída

Selecionar como é atualizado o consumo de saída.

Cons. Entrada

Selecionar como é atualizado o consumo de entrada.

Descrição NF

Informar o(s) dispositivo(s) legal(is) que será impresso no espaço destinado da Nota Fiscal.

Sit. Trib.

Selecionar qual a situação tributária do tipo de Nota Fiscal de Entrada.

Modelo NF

Selecionar o modelo de nota fiscal para o tipo de nota.

Impostos sobre a compra

Os impostos referente à compra são calculados na nota fiscal de entrada e não diminuem do total da nota.

PIS e COFINS: Para que seja calculado PIS e COFINS os campos "Calcula PIS/COFINS/CSLL" no tipo de nota deverão estar selecionados.

  • A alíquota utilizada irá obedecer a seguinte hierarquia:

    • 1) Percentuais informados no Tipo de Nota

    • 2) Percentuais informados na Classificação Fiscal

  • A base de cálculo de PIS e COFINS será montada da seguinte forma:

Valor total do item + valor da despesa - valor de desconto + valor frete (se for dentro da nota) + valor de IPI do item (se no tipo de nota estiver selecionado Considera Valor de IPI)

Calcula PIS e Cofins

Checkbox. Marcar para que o sistema calcule PIS e Cofins. Quando marcado é obrigatório informar o Código da Base de Cálculo do Crédito, no campo a seguir.

Cod.BC.Cred.

Informar o código da tabela "Código da Base de Cálculo do Crédito da Receita Federal".

Checkbox

Aproveita 50% IPI

Quando este campo estiver selecionado, a base do IPI do item assume 50% do valor total e os outros 50% assume em outras de IPI. O valor do IPI não é considerado no total da nota.

Lista Valor Contábil

Selecionar esta opção quando o valor contábil deve ser listado no registro de entradas.

Calcula Subs. ICMS

Selecionar esta opção para calcular a substituição tributária de ICMS do item. Para que o cálculo ocorra, deve-se cadastrar o item no programa Redução/Substituição de ICMS com o devido percentual e o campo de Operação deve estar selecionado como "Entrada" ou "Ambas".

Calcula Redução ICMS

Selecionar esta opção para calcular substituição de ICMS.

Exige Pedido Compra

Selecionar esta opção quando o item da nota fiscal for obrigatoriamente de um Pedido de Compra.

Sintegra

Selecionar para indicar que as notas ligadas ao tipo de nota irão aparecer no arquivo do Sintegra.

Gera Bem/CIAP

Selecionar esta opção quando os itens da nota fiscal possibilitarem o cadastro de Bem e/ou CIAP (Cadastro de Crédito do Ativo Permanente).

Rateio Frete

Selecionar esta opção quando o tipo de nota tiver de ratear o valor do frete entre os itens das notas fiscais vinculadas a esta nota fiscal de entrada (Conhecimento de Frete).

Desconsidera ICMS Subs.

Selecionar esta opção quando a nota fiscal tiver de considerar o imposto no total dos títulos de contas a pagar gerado pela nota fiscal.

Para esse campo estar habilitado, é necessário que os campos Gera Títulos e Calcula Subs. ICMS estejam marcados e ainda que o Tipo NFE seja 'Conhecimento de Frete'.

Pedido de Frete

Selecionar esta opção quando for necessário atender pedidos de frete de notas fiscais de entrada ou de saída, no lançamento de conhecimentos de frete. Este indicador só é disponibilizado para os tipos de nota de: "Conhecimento de Frete", "Prestação de Serviço", "Devolução" e "Retorno de Armazenagem".

Metas

Selecionar esta opção quando o tipo de nota abater do faturamento de Metas o valor da nota fiscal de entrada vinculado a uma nota fiscal de saída. Este campo só estará habilitado quando o tipo de NFE for "Devolução".

Obriga ORM/ ORD

Indica se obriga Ordem de Recebimento de Materiais ou Ordem de Recebimento de Devoluções.

SisDeclara

Selecionar este campo quando a nota fiscal gerar registro no arquivo do SisDeclara. Este campo estará habilitado apenas quando a empresa possuir SisDeclara (informado no parâmetro 10 (Identifica se a Empresa possui SisDeclara) dos livros fiscais.

Exige Nota Fiscal saída

Selecionar para que exija que seja informada a nota de saída.

Créd. ICMS Subst. Obs.

Marcar para indicar que os valores de ICMS ST informados no campo de ICMS Sub. Obs. da tela mais impostos da nota fiscal de entrada (FREC0200) dão direito a crédito.

O indicador será usado para filtrar notas no programa Relatório de Entrada com ICMS-ST Obs. (FFIS0344).

Será usado também, para gerar valores de ICMS ST retidos anteriormente nas observações da nota fiscal de saída (FFAT0221), quando estiver DESMARCADO.

Triangulação

Checkbox. Ao marcar possibilita vincular a nota de entrada com outra nota de entrada, indicando triangulação.

CIAP

Marcar para indicar que o tipo de nota será considerado para cálculo do fator do CIAP.

Gera Títulos

Selecionar este campo quando o tipo de nota fiscal gerar títulos no contas a pagar.

Atualiza Custo Médio

Selecionar esta opção quando o tipo de nota fiscal tiver de atualizar o custo médio do item de estoque. Esta opção estará desabilitada se o campo Estoque for "Não Atualiza".

ICMS Subs. no Total NFE

Selecionar esta opção quando o valor do ICMS de Substituição tiver de ser somado ao total da nota fiscal de entrada. Esta opção só é habilitada quando o campo Calcula Substit. ICMS estiver selecionado.

Lista Registro de Entrada

Selecionar esta opção quando o tipo de nota tiver de ser listado no registro de entradas.

Funrural

Checkbox. Marcar esta opção quando o tipo de nota exigir Funrural. Se este campo estiver selecionado ao cadastrar a NFE será solicitado o percentual e o valor do Funrural.

SENAR

Checkbox. Marcar para indicar que para este tipo de nota será obrigatório informar SENAR na nota de entrada.

Gera Título (Devolução)

Selecionar esta opção quando o tipo de nota fiscal de entrada gerar títulos no contas a receber. Este campo só estará habilitado se o tipo de NFE for "Devolução".

Adicional Custo Médio

Selecionar esta opção quando o tipo de nota tiver de adicionar o custo médio dos filhos do item ao custo médio do item lançado na nota fiscal de entrada quando este tiver uma estrutura (item fabricado).

Exige Conta Contábil

Selecionar esta opção quando o tipo de nota exigir contas contábeis vinculadas ao item da nota.

Alçada de Valores

Selecionar esta opção quando o tipo de nota fiscal tiver que descontar da alçada de valores o valor da entrada, caso a nota não tenha pedido de compra gerado por solicitações. Caso exista pedido gerado por solicitações de compra a atualização deverá ser feita pelo atendimento do pedido.

Atende Pedido Compra

Selecionar esta opção quando o tipo de nota fiscal de entrada tiver de atender o pedido de compra se este for vinculado à nota. No caso do serviço de terceiros, se este indicador estiver desmarcado na inclusão da nota fiscal de entrada o pedido não é atendido, a ordem de compra de serviço fica pendente, o apontamento da operação da ordem de fabricação não é realizado.

Somente Valor

Selecionar esta opção quando desejar que a nota fiscal de entrada atualize somente o custo de compra do item. Nesse caso, a quantidade do item estará zerada e se este item for vinculado a um pedido de compra o mesmo não será atendido. Este campo somente estará habilitado se o campo Atualiza Custo Médio estiver marcado.

Contrato Façon

Selecionar esta opção quando o tipo de nota exigir que o item da nota tenha vínculo a um contrato Façon. Para realizar a interação/ligação entre Contratos de Façon (vinculado a um Cliente) e Item de NFE (Fornecedor) é necessário que o Fornecedor utilizado também seja definido como Cliente (Fornecedor da NFE deve ser o Cliente utilizado no cadastro do Contrato Façon). Os Contratos de Façon são cadastrados no módulo Comercial.

Vlr. Agregado Base Subst.

Selecionar para considerar o valor agregado na Base de Cálculo de Substituição Tributária.

Impostos NFS

Indica se os impostos (ICMS, IPI, PIS, COFINS) serão trazidos da Nota Fiscal de Saída. Este valores serão utilizados para dar entrada na nota e servirão de base para os livros fiscais desconsiderando qualquer parametrização de livros fiscais para ICMS, IPI e ICMS ST (campos tipo de ICMS, IPI, ICMS ST).

Subst. ICMS da NFS

Indica se traz o valor da Substituição Tributária da Nota Fiscal de Saída. Quando marcado o valor do ICMS ST no lançamento da nota fiscal de entrada irá ficar igual ao da nota fiscal de saída.

Reg. Esp. / Norma Esp.

Checkbox. Marcar para indicar que o tipo de nota que será utilizado em notas de entrada emitidas sob regime especial ou norma específica. Tais notas, tanto no SPED Fiscal quanto no SPED Contribuições (PIS/COFINS), serão escrituradas com o Código de Situação do Documento igual a 08 (Documento Fiscal emitido com base em Regime Especial ou Norma Específica).

Comp./Ress./Ret. ST

Marcar para indicar que este tipo de nota será utilizado em operações com Ressarcimento, Restituição, Complementação ou Retenção do ICMS Substituição Tributária. Como por exemplo a DRCST de SC e a SARCST de SP.

Diferencial alíquota ICMS

Calcula Diferencial de Alíquota ICMS

Checkbox. Marcar para indicar que o cálculo do Diferencial de Alíquota para Contribuinte será executado.

Para maiores informações verifique os Cálculos do Diferencial da Alíquota de ICMS para Contribuintes.

Considera Valor de Diferencial de Alíquota ICMS no CIAP

Selecionar esta opção quando o diferencial da alíquota de ICMS tiver de ser considerado na geração do CIAP. Este campo só estará habilitado se for selecionado o tipo de nota "Gerar Bem/CIAP".

Valor Base

Selecionar o valor base para o cálculo do diferencial de alíquota de ICMS.

Tipo Cálc. DIFAL

Define o tipo de cálculo do DIFAL (Diferencial de alíquota na compra) por tipo de nota. Caso não seja informado, e o indicador “Calcula Diferencial de Alíquota ICMS” estiver MARCADO, será buscado o cálculo informado no parâmetro 74 da nota fiscal de entrada: Cálculo Do DIFAL em Operações Interestaduais.

As opções de resposta disponíveis são: 1,2,3 ou 4.

1 - Diferença entre as alíquotas.

2 - Cálculo conforme DCT – (Diferença entre as Alíquotas aplicada sobre base de cálculo contendo a própria diferença por dentro.)

3 - Cálculo conforme GAB/RE 16ª DRE – (Diferença entre as Alíquotas aplicada sobre base de cálculo contendo o ICMS do destino por dentro.)

4 - Cálculo conforme IN RE 39.  - (ICMS do destino aplicado por dentro na base de cálculo, deduzido do ICMS da operação.)

Origens

Informar a origem do item que necessita realizar o cálculo do DIFAL, caso o campo não seja informado, o cálculo será realizado para todos os itens, independente da origem.

Diferimento de ICMS

Calcula Diferimento de ICMS

Indicar se o Tipo de Nota Fiscal calcula o diferimento de ICMS.

% Dif. ICMS

Indicar a alíquota e onde será diferido o valor do ICMS. Este campo somente estará habilitado se o campo Calcula Diferimento de ICMS estiver marcado.

Tp. Dif. ICMS

Indicar o destino do valor do Diferimento de ICMS.

Produtor Rural

Alíquota Funrural

Alíquota do Funrural será a soma das alíquotas informadas ao clicar no botão Dados Adicionais Funrural. Nessa tela será possível informar separadamente os percentuais de INSS, GILRAT e SENAR e também o indicativo de aquisição que será enviado para o registro R-2055 da EFD-Reinf..

Base de PIS e COFINS

Valor IPI

Selecionar esta opção se o valor do IPI tiver de ser usado no cálculo do PIS/COFINS.

Valor ICMS Subs.

Selecionar esta opção se o valor do ICMS Substituição tiver de ser usado no cálculo do PIS/COFINS.

Retenção de Impostos

Os impostos referentes à retenção ou serviço são calculados na Nota Fiscal de Entrada e seu valor pode ser subtraído da nota, título ou pode não ser subtraído conforme selecionado no campo Onde. Caso seja subtraído do total da nota ou do título quem paga o imposto é o comprador.

Para que os impostos sejam calculados na nota os mesmos devem estar selecionados.

  • A alíquota de cada imposto irá obedecer a seguinte hierarquia:

    1) Percentuais informados no Tipo de Nota

    2) Percentuais informados no Cadastro de Tipos de Tributação associado ao Imposto/Fornecedor.

Neste caso é preciso que na pasta de Dados Adicionais do Cadastro de fornecedores esteja cadastrado:

a) O código DARF para o imposto

b) O código do cadastro de Tipos de Tributação para o imposto, pois a alíquota será trazida deste cadastro.

Observações

3) Se no tipo de nota estiver selecionado o cálculo de algum dos impostos sem a alíquota e no cadastro de fornecedores não existir o código DARF e/ou o Tipo de Tributação a nota de entrada não calculará o imposto.

4) O campo Onde de cada imposto informa de onde o valor será subtraído. Pode ser da "nota", somente do "título" ou se for deixado em branco não será subtraído.

5) O campo Histórico é usado para informar o histórico que será utilizado no lançamento referente ao valor do FUNR.

Custo Médio

Valor Produto

Selecionar como deverá ser usado o valor do produto no cálculo do custo médio do item.

Valor ICMS

Selecionar como deverá ser usado o valor do ICMS no cálculo do custo médio do item.

Valor COFINS

Selecionar como deverá ser usado o valor do COFINS no cálculo do custo médio do item.

Diferencial ICMS

Selecionar o diferencial de ICMS. As opções deste campo são:

  • Diminui: irá diminuir o valor do diferencial de ICMS no cálculo do Custo Compra do item da nota de entrada.

  • Soma: irá somar o valor do diferencial de ICMS no cálculo do Custo Compra do item da nota de entrada.

  • Desconsidera: não utiliza o valor do diferencial de ICMS no cálculo do Custo Compra do item da nota de entrada. Esta é a resposta padrão.

Valor IPI

Selecionar como deverá ser usado o valor do IPI no cálculo do custo médio do item.

Valor PIS

Selecionar como deverá ser usado o valor do PIS no cálculo do custo médio do item.

Valor ICMS Subs.

Selecionar como deverá ser usado valor do ICMS Substituição no cálculo do custo médio do item. Este campo só estará habilitado se o tipo de nota for "Devolução".

Vlr. ICMS Sub. Obs.

Selecionar se o ICMS substituição será destacado/considerado ou não nas observações da nota.

Outros Crédito ICMS

Selecionar como deverá ser usado o valor do ICMS lançado em Mais Impostos (FREC0200) no cálculo do custo médio do item. Por exemplo: o valor referente ao ICMS do Simples Nacional, etc.

Outros Crédito IPI

Selecionar como deverá ser usado o valor do IPI lançado em Mais Impostos (FREC0200) no cálculo do custo médio do item.

Observação

Os campos referente ao custo médio serão utilizados para calcular o Custo Compra, e a partir deste o Custo Médio. O Custo Compra de cada item é calculado da seguinte forma:

Valor Total do Item

(-) Descontos

(+) Despesas (marcadas para somar no Custo Médio)

(+) Frete (se marcado para somar no Custo Médio)

(+ ou -) os impostos listados acima de acordo com a opção selecionada.

Dividido pela:

Quantidade Corrigida (Convertida) do item.

A partir da Nota Fiscal de Saída

Checkbox. Marcar para indicar que o custo médio será buscado a partir do valor da última nota fiscal de saída.

Quando o campo Tipo NF estiver marcado como "Devolução" e os checkboxes Exige Nota Fiscal de Saída e Atualiza Custo Médio estiverem marcados, o checkbox A partir da NFS ficará disponível para marcar/desmarcar, caso algum dos campos do bloco custo médio não estiverem de acordo o checkbox A partir da NFS ficará desmarcado e indisponível para alteração e será exibida uma mensagem de alerta.

Dispositivos Legais

IPI

Selecionar um Dispositivo Legal de IPI.

Os dispositivos são cadastrados no Cadastro de Dispositivos Legais (FPDV0114).

Hier. Busca

Informar a hierarquia de busca do dispositivo legal de IPI. As opções são:

1 - Tipo de Nota (FREC0101);

2 - Dispositivos por Item (FITE0117).

Para informar mais de um, separar por vírgula. Ex.: 2,1.

ICMS

Selecionar um Dispositivo Legal de ICMS.

Os dispositivos são cadastrados no Cadastro de Dispositivos Legais (FPDV0114).

Hier.Busca

Informar a hierarquia de busca do dispositivo legal de ICMS. As opções são:

1 - Tipo de Nota (FREC0101);

2 - Redução, Substituição e Diferimento (FITE0113).

Para informar mais de um, separar por vírgula. Ex.: 2,1.

ICMS ST

Selecionar um Dispositivo legal de ICMS Substituição.

Os dispositivos são cadastrados no Cadastro de Dispositivos Legais (FPDV0114).

Hier.Busca

Informar a hierarquia de busca do dispositivo legal de ICMS Substituição. As opções são:

1 - Tipo de Nota (FREC0101);

2 - Redução, Substituição e Diferimento (FITE0113).

Para informar mais de um, separar por vírgula. Ex.: 2,1.

PIS

Selecionar um dispositivo legal de PIS.

Os dispositivos são cadastrados no Cadastro de Dispositivos Legais (FPDV0114).

COFINS

Selecionar um dispositivo legal de COFINS.

Os dispositivos são cadastrados no Cadastro de Dispositivos Legais (FPDV0114).

Pastas deste Programa

Pastas deste Programa

As pastas deste Programa são:

Empresas

Código

Selecionar a empresa que poderá utilizar o tipo de nota fiscal cadastrada.

Consiste Valor

Selecionar esta opção quando o tipo de nota tiver de mostrar o preço de compra ao incluir uma nota fiscal de entrada.

Config. Subst.

Código da Configuração de Substituição Tributária no Recebimento.

Espécie

Selecionar a espécie da nota fiscal de entrada.

Esta informação é utilizada pela Contabilidade.

Almox. Padrão

Selecionar um almoxarifado padrão para ser utilizado nos programas de importação de notas.

Incentivo Fiscal ISS

Selecionar se a empresa possui incentivo fiscal de ISSQN/IS.

Dica

Este campo deve ser preenchido no caso de tipos de notas de prestação de serviço.

Nat. Operação de ISS.

Selecionar a natureza de operação de ISS conforme tabela disponibilizada pela prefeitura da cidade da empresa.

Dica

Este campo deve ser preenchido no caso de tipos de notas de prestação de serviço.

Código do Benefício Fiscal

Informar o código de benefício fiscal compatível com a CST de ICMS.

Importante: Observar a Tabela cBenef x CST - Relacionado à Nota Técnica 2019.001, publicada no portal da NF-e, por UF.

Observação: Caso não seja encontrado o código do benefício fiscal o Sistema buscará o código de benefício fiscal informado no (FITE0113), se encontrar CST informada.

Se nesta busca não encontrar nenhum código de Benefício e a CST estiver respondida no parâmetro 45 da Nota Fiscal Eletrônica o sistema envia "SEM CBENEF" na tag cBenef. Caso a CST não estiver respondida no parâmetro, a tag cBenef não será enviada.

Os campos Tipo de Ajuste, Linha de apuração de ICMS, Código de ajuste, Código de ajuste documento e Histórico serão utilizados na nota especial, para a geração do registro no Cadastro Lançamentos Resumo de ICMS (FFIS0107) ou no Cadastro Lançamentos Resumo de ICMS - ST (FFIS0135).

Importante

Informar um código de ajuste ou um código de documento, para a geração automática dos lançamentos de resumo na emissão da nota especial de ajuste.

Int. Contábil

A pasta Integração Contábil contém as informações referentes à integração da Nota Fiscal de Entrada com a Contabilidade.

A integração contábil é feita no programa Geração de Lançamentos Contábeis (FCTB0250).

Débito

Informar a conta onde será debitado o lançamento referente ao valor contábil da nota fiscal. Acessa o cadastro de contas contábeis.

Crédito

Informar a conta onde será creditado o lançamento referente ao valor contábil da nota fiscal. Acessa o cadastro de contas contábeis.

Para este campo apenas poderão ser utilizadas contas que não exigem Centro de Custo.

Histórico

Informar o histórico que será utilizado no lançamento referente ao valor contábil da nota fiscal. Acessa o cadastro de históricos contábeis.

Agrupa

Informar o agrupamento dos lançamentos. Quando este campo estiver marcado, serão agrupados os valores contábeis a crédito em um único lançamento por empresa, data.

Lcto.

Informar um lançamento hierárquico.

Quando este campo estiver marcado, os lançamentos contábeis obedecem a seguinte hierarquia:

1 - Tipo de Nota;

2 - Divisão de Venda (válido somente para notas de devolução);

3 - Conta do Item lançada na linha da nota fiscal de entrada.

Quando este campo não estiver marcado e a conta débito do tipo de nota for branco, não gera lançamentos contábeis para o débito.

Quando a conta Débito exigir Centro de Custo, este é adquirido na linha da nota fiscal.

Processos

A pasta “Processos” contém as informações referentes à processos cadastrados no programa FFIS0183. Estas informações são utilizadas na geração do registro C111 da EFD Contribuições (SPED PIS/COFINS).

Processo

Selecionar na LOV os processos vinculados a este tipo de nota. Caso nenhum valor seja exibido, verifique se foram informadas as empresas no programa FFIS0183.

NF Eletrônica

Esta pasta possibilita cadastrar o Código de Situação Tributária da nota fiscal eletrônica.

CST ICMS

Selecionar o Código de Situação Tributária para ICMS na lista de valores.

CST IPI

Selecionar o Código de Situação Tributária para IPI na lista de valores.

CST PIS

Selecionar o Código de Situação Tributária de PIS de Entrada. Somente os códigos entre 50 e 98, além do código 99.

CST COFINS

Selecionar o Código de Situação Tributária de COFINS de Entrada. Somente os códigos entre 50 e 98, além do código 99.

CSOSN ICMS

Selecionar um dos códigos do CSOSN (Código de Situação da Operação no Simples Nacional) disponíveis.

Observações

Para as notas de entrada e saída considerarem o CST PIS/COFINS Consumo, segue as condições:

1º. O cliente da nota de saída deverá estar com os checkboxes Ind. Aliq. PIS Consumo e Ind. Aliq. COFINS Consumo marcados na pasta Estabelecimentos, do Cadastro de Cliente.

2º. O fornecedor da nota de entrada deverá estar com os campos PIS CONSUMO e COFINS CONSUMO marcados como sim na pasta Empresas, do Cadastro de Fornecedores.

3º. Para as notas (entrada e saída) considerarem o CST PIS/COFINS Consumo, além de ter os CSTs de Consumo cadastrados na classificação fiscal, deverá ter % de IPI Consumo e % de COFINS Consumo cadastrado para a classificação.

Origem

Origem

Selecionar a origem da entrada do material. As opções disponíveis são:

0

Nacional - Exceto as indicadas nos códigos 3, 4, 5 e 8;

1

Estrangeira - Importação direta, exceto a indicada no código 6;

2

Estrangeira - Adquirida no mercado interno, exceto a indicada no código 7;

3

Nacional, mercadoria ou bem com Conteúdo de Importação superior a 40% (quarenta por cento);

5

Nacional, mercadoria ou bem com Conteúdo de Importação inferior ou igual a 40% (quarenta por cento) e inferior ou igual a 70% (setenta por cento);

6

Estrangeira - Importação direta, sem similar nacional, constante em lista de Resolução CAMEX;

7

Estrangeira - Adquirida no mercado interno, sem similar nacional, constante em lista de Resolução CAMEX;

8

Nacional - Mercadoria ou bem com Conteúdo de Importação superior a 70% (setenta por cento).

Regras para Movimentação de Estoque por Tipo de Nota

Regras para Movimentação de Estoque por Tipo de Nota

As regras de movimentação de estoque por Tipo de Nota abaixo, só serão válidas caso o parâmetro "45 - Obrigar Controle de Estoque de Terceiros e em Terceiros" dos Parâmetros de Estoque (FUTL0125 EQ EQ) estiver respondido como "S".

  • ​Assistência Técnica: Obrigatoriamente Estoque como Atualiza.

  • Retorno de Beneficiamento: Obrigatoriamente Estoque como Transferência Externa ou Não atualiza.

  • Prestação de Serviços - Beneficiamento: Obrigatoriamente Estoque como Não atualiza ou Movimenta Filhos.

  • Entrada para Beneficiamento: Obrigatoriamente Estoque como Atualiza.

  • Retorno de Armazenagem: Obrigatoriamente Estoque como Transferência Externa.

  • Retorno de Conserto: Obrigatoriamente Estoque como Transferência Externa.

Processos deste Programa

Processos deste Programa

Este programa faz parte dos seguintes processos:

Nota Fiscal Eletrônica

Serviço de Terceiros

Nota Fiscal de Importação

Cálculo do Custo Médio